Kathe Kollwitz (1867-1945).

Leia A palmada não educa

Anúncios

Quem se importa

QUEM SE IMPORTA é um documentário longa metragem sobre empreendedores sociais no Brasil e ao redor do mundo. Pessoas brilhantes, que criaram, cada qual, uma organização inovadora capaz de não só mudar a sociedade ao seu redor, mas também causar impacto social suficiente para que estas idéias possam virar políticas públicas aplicadas em várias partes

Pablo Picasso (1881/1973)


Criança Segurando um pombo (1901)

Leia página sobre violência em crianças.

Leia mais deste post

Crianças: A importância do exemplo

Filme de Theo Angelopoulos


Paisagem na Neblina começa no escuro e termina na luz, o foco recai sobre os contos de fada e o mito, deixando o papel da História (e os mundo dos adultos) de lado. Gira em torno de um pai ausente (que, na verdade, não existe mesmo) e uma mãe que existe, mas é tão ausente que é como se não existisse.

Fonte

Veja aqui um importante vídeo sobre o tema.

Prisões

Não basta punir, é preciso tratar

Fonte da fotografia

Michael Haneke (1942)

Trecho da entrevista de Anthony Lane a Michael Haneke na revista “New Yorker”, 5 de outubro de 2009 (tradução livre).

“Não ficaria feliz se esse filme fosse visto como um filme sobre um problema alemão, sobre o nazismo. Este é um exemplo, mas significa mais que isso. É um filme sobre as raízes do mal. É sobre um grupo de crianças, que são doutrinadas com alguns ideais e se tornam juízes dos outros – justamente daqueles que empurraram aquela ideologia goela abaixo deles. Se você constrói uma idéia de uma forma absoluta, ela vira uma ideologia. E isso ajuda àqueles que não têm possibilidade alguma de se defender de seguir essa ideologia como uma forma de escapar da própria miséria. E este não é um problema só do fascismo da direita. Também vale para o fascismo da esquerda e para o fascismo religioso. Você poderia fazer o mesmo filme – de uma forma totalmente diferente, é claro – sobre os islâmicos de hoje. Sempre há alguém em uma situação de grande aflição que vê a oportunidade, através da ideologia, para se vingar, se livrar do sofrimento e consertar a vida. Em nome de uma idéia bonita você pode virar um assassino.”

Mais

Pieter Brueghel – (cerca de 1527/1569)

O  conjunto da  produção de Brueghel reflete as atribulações de uma época de confusão e de mudanças marcada pelas guerras de religião. O triunfo da morte  permanece atual.

Mais